Afficher le menu
Information and comments (0)
<<   <   1, 2, 3   >   >>

[RP] Velório e Enterro de Marilu

Helena, roleplayed by Maria_madalena
Helena soluçou nervosamente durante toda a cerimónia. Do que a druidesa disse pouco ou nada ouviu, limitou-se a choramingar e a gemer, agarrada ao seu inútil lenço branco e com as carnes moles a abanarem a cada solavanco grosseiro do seu corpo. Tinha os olhos vermelhos de choro e uma expressão profunda de dor estampada no rosto. Apesar disso, não sabia se chorava por padecimento de Marilu ou pelo medo avassalador que sentia que aquele crime não fosse o último. Quando a rajada de vento varreu a floresta, Helena saltou no céu lugar e gritou numa voz aguda.

- Ai que isto é o fim!

Os olhares de reprimenda que recebeu, fizeram-na recuperar a compostura, pelo menos durante alguns momentos.
Violeta, roleplayed by Maria_madalena
Violeta tentou permanecer concentrada na cerimónia, mas era difícil quando Helena choramingava a todo o momento. Aquela mulher era verdadeiramente insuportável e, por momentos, Violeta desejou que fosse a gorda mulher deitada no lugar da adorável Marilu. Pelo menos assim estaria calada ou talvez nem em morta Helena conseguisse ficar calada.

Suspirou, rogando paciência, quando Helena gritou de medo, assustada com a forte ventania que repentinamente se fizera sentir. Aquela mulher não tinha qualquer tipo de emenda, para a próxima Violeta certificar-se-ia que trazia uma mordaça.

William entregou-lhe uma tocha e Violeta seguiu atrás de Madalena, posicionando-se a seu lado. Os seus olhos recaíram sobre o corpo de Marilu e uma pequena lágrima formou-se no canto do seu olho direito.
Rita , roleplayed by Beatrix_algrave


Rita estava perto de Cecília, acompanhando a cerimônia. Ouvia com atenção as palavras da druidesa, e olhava com cara de desgosto para Helena. Quando viu o corvo e sentiu o vento frio, instintivamente benzeu-se. Algo a atemorizava.

Ao receber a tocha, aproximou-se junto com Madalena, esperou que ela tocasse as chamas primeiro e depois encostou a sua tocha, e afastou-se um pouco ao ver as labaredas subirem e tomarem o corpo de Marilu. Um cheiro forte de incenso podia se sentir inicialmente, isso diminui-a o cheiro de carne queimada. O corpo de Marilu devia estar todo banhado em óleos cheirosos, que tornaram as chamas fortes e abundantes, mas também perfumadas.

Ela suspirou aliviada quando tudo acabou. Estava um pouco admirada com o esmero com que tudo fora feito e preparado. Aquilo não anulava a sensação de perda, mas tornava mais tolerável aquela sensação.
Cecilia, roleplayed by Beatrix_algrave
Cecilia apenas observava. Seus olhos claros atentos a tudo. Aquele era um ritual estranho para ela, mas o fato de estarem em meio a floresta deixava as coisas menos assustadoras. Cecília detestava capelas mortuárias e campos santos. Normalmente eles tinham esculturas assustadoras que faziam aflorar o seu medo da morte.

Marilu sobre a pira parecia tão tranquila e inocente.

Ela pensava enquanto se aproximava junto com as outras e em seguida via as chamas subirem e consumirem seu corpo.

A cerimônia estava acabada.
--William_algrave


William também tinha uma tocha e tocou-a em uma parte ainda não queimada para que as chamas tomassem toda a pira.

Depois que as labaredas se espalharam o corpo deveria queimar por toda a noite, mas a cerimônia estava encerrada.

William reparou na presença de um homem ali contrito, não quis abordá-lo, provavelmente era algum cliente e ele não quis ser indiscreto.

Quando todos os demais fossem embora, os restos que as chamas não consumisse e as cinzas seriam enterradas ali mesmo, na floresta, perto de uma grande árvore.
--Fiandeiras


Quando as chamas cobriram o corpo e arderam por inteiro, a druidesa deu a cerimônia por encerrada. O cheiro de incenso e óleos aromáticos tomou a floresta, só muito depois esse cheiro se misturaria ao cheiro de carne e cabelos queimados.

Quando todos foram embora e muito tempo depois, quando as chamas se apagaram é que os homens contratados por William, depositaram os últimos despojos em uma pequena cova diante de uma árvore da floresta, que passaria a ser a árvore de Marilu.
Beatrix_algrave


Beatrix recebeu uma carta do irmão e dirigiu-se o mais rápido que pode, mas não conseguiu chegar a tempo para a cerimonia. Chegou apenas em seu final, cumprimentou Maria e os demais presentes.

- Vim o mais rápido que pude. Meus pêsames.

Ela disse, dirigindo-se a prima.

_________________
Maria_madalena
Madalena ficou surpreendia por ver a prima ali, fazia tempo que não se encontravam.

- Não esperava que viesses. - Disse enquanto a abraçava. - Obrigada, é um momento muito difícil. Estamos assustadas.
Beatrix_algrave


- Eu não poderia deixar de vir. Estava em um jantar de noivado. Ia ficar mais um dia ou dois na cidade descansando, mas recebi a carta de William depois do desjejum. Quando soube parti imediatamente. Sinto muito, deve ter sido horrível.

Ela diz e abraça Maria, em seguida abraça o irmão.

_________________
Maria_madalena
- Não viste como a pobrezinha estava. Foi morta com tanta violência, completamente desfigurada.

Comentou com angústia.

- Estou grata por teres vindo, é importante para mim.
Beatrix_algrave


- Vamos descobrir quem fez isso e buscar justiça. Isso não pode ficar impune. Maria, você precisa de mais segurança na Babilônia. Talvez contratar mercenários. Evitar que algo assim se repita ou ameace suas vidas.

_________________
Maria_madalena
Madalena acenou afirmativamente para a prima.

- Já contactei alguns homens durante o dia de hoje. Espero que estejam prontos já para esta noite. Não quero perder outra mulher de forma tão hedionda.

Havia um pouco de remorso na voz de Madalena.
--William_algrave


Ao ver a irmã chegar, William vai até Beatrix e a abraça.

- Que bom que veio, irmã. Também me preocupo com você andando sozinha por essas estradas, mas era urgente. Ainda bem que meu pombo encontrou-a a tempo.

Em seguida ele se dirige a Maria.

- Fizestes bem. Esse monstro pode voltar e é bom estarem preparadas.
Beatrix_algrave


Após abraçar William, Beatrix continua.

- Tranquilizo-me em saber que já providenciou isso. Só é bom ver com cuidado quem contratou. Da última vez não tive muita sorte nisso.

_________________
Maria_madalena
Madalena encolheu os ombros.

- Mercenários são traiçoeiros, terei de estar atenta com eles também. Muito obrigada aos dois por terem vindo, não sei como teria conseguido sem o vosso auxilio.
See the RP information <<   <   1, 2, 3   >   >>
Copyright © JDWorks, Corbeaunoir & Elissa Ka | Update notes | Support us | 2008 - 2020
Special thanks to our amazing translators : Dunpeal (EN, PT), Eriti (IT), Azureus (FI)