Afficher le menu
Information and comments (0)
<<   1, 2, 3, 4, 5   >   >>

Info:
Unfortunately no additional information has been added for this RP.

Ordem Honorífica de Coimbra - Entrega das Condecorações

Pascoal


As trombetas do Castelo já anunciavam aquele evento que estava prestes a iniciar. Passado muito tempo desde sua fundação, finalmente os membros da Ordem Honorífica de Coimbra, iriam receber vossos graus pelas mãos da Condessa. Uma grande estrutura foi montada no jardim do Castelo de Coimbra para comportar aquele evento. Atrás do palanque, havia um grande estandarte com o brasão condal estampado, além de toda a pompa que o evento exigia.

Os bancos da frente estavam reservados aos agraciados que iriam receber os graus. Em seguida iria ocorrer uma festa em comemoração nos salões internos do Castelo de Coimbra.

_________________
Franciko


Franciko Nasone enquanto repousava no seu lar recebe uma missiva dando conta da intenção de agraciado pelos feitos em prol do Condado de Coimbra.
Franciko, incentivado pela tremenda felicidade do reconhecimento de tais feitos, prepara-se com toda a pompa e circunstância para o dia da Cerimónia.
Chegado ao local da cerimónia Franciko senta-se no lugar correspondente e aguarda pelo chegada do restante agraciados, bem como, pelo início da cerimónia.

_________________
Velentina



Velentina recebe o convite da Condessa Talistax, e convida seu querido
amigo Caractacus, para lhe fazer companhia nessa cerimônia.

Eles entram no salão e enquanto aguardam o início da cerimônia, ela
cumprimenta os presentes com uma venia, e os dois se sentam , Vel
sorri, e diz baixinho a Caractacus.



Acho que fomos uns dos primeiros a chegar!

_________________
Beatrix_algrave


Foi com grande prazer que Beatrix recebeu o convite para se fazer presente à cerimônia da Ordem Honorífica de Coimbra, da qual ela também fazia parte como grande oficial. Sua satisfação foi ainda maior ao receber no lar dos Henriques, o seu lar, vários convites, para os demais membros da família que lutaram bravamente na guerra em Coimbra, e que defenderam honradamente o condado que escolheram para viver.

Assim, naquela noite especial, um coche deixou a propriedade dos Henriques rumo ao Castelo de Coimbra, onde a cerimônia teria lugar.

Ela estava usando um belo vestido azul em veludo e peles, por conta da noite fria de inverno em que nevava.

Ela olhou pela janela e viu as luzes dos candeeiros sendo acesas e o castelo iluminado por tochas e castiçais para aquela noite que homenagearia os bravos de Coimbra. Muitos desses não estavam mais vivos para presenciar a bela homenagem. Era o caso da sua amiga, a falecida rainha Marih, que lutara tão bravamente com seu pelotão. Soubera que Mantie iria comparecer para representá-la e receber em seu nome a bela homenagem.

No coche os Henriques conversavam animadamente, até que o coche parou diante da entrada do castelo. Onde lhes foi dado passagem. Logo mais a porta do coche se abriu e eles puderam dirigir-se ao salão do castelo de Coimbra. Assim que desceu da carruagem, Beatrix tomou o braço de Fitz e entrou acompanhada do esposo e dos demais Henriques.

_________________
Fitzwilliamdarcy


O prazer maior de Fitzwilliam era estar em família. A sua bela e sempre formosa esposa e seus inseparáveis irmãos, filhos e sobrinhos eram sua alegria.

Mas a animada conversa e os traços de alegria de Fitzwilliam eram reservados para a família. Ao descer do coche ofereceu a mão a sua esposa e foi entrar. Com seu semblante sério e fechado cumprimentava de forma honrosa quem passava.

Era uma honra ver os bravos de Coimbra recebendo justas homenagens.

_________________
Mantie


Mantie dirige-se ao salão do castelo de Coimbra torcendo para não estar atrasada. Ela fora convidada para receber uma medalha de honra ao merito dada a sua tia rainha Marih. Emocionada ela entra e nota que já havia alguns presentes.
Ao ver sua madrinha e grande amiga de sua tia, a Beatrix, acompanhada de seu padrinho e alguns parentes, ela se dirige para junto deles e aguarda a cerimonia ansiosa.

_________________
Kub


Kub estava animado, não era muito comum na terra de Portugal o reconhecimento por qualquer coisa que seja, e mesmo que tardiamente era algo que valia a pena acompanhar. Não que se interessasse em pompas pessoais, mas o fato de estar em família e ver seus irmãos e sobrinho serem condecorados estimulava seu animo.

Enquanto conversava e observava a paisagem e o castelo bebia pequenos goles de um pequeno cantil com vinho, a noite estava fria e precisava se aquecer.

_________________
Kub Cabelo Azul

"Levantar e levantar novamente
até cordeiros virarem leões."
Faelnando


Fael saiu do coche juntamente de sua família,estava animado para receber a sua condecoração,sentiu-se ansioso e feliz ao mesmo tempo.

Após o jovem adulto ter saído do coche ele se dirigiu para dentro do castelo juntamente com seus pais.

_________________
Aishla


Aishla chega de coche ao local festivo nas Portas do Castelo onde se encontra a multidão

Bem acompanhada de braço dado com o Abraz Conde Marialva ambos felizes
por irem receber a sua condecoração,

reconhecendo os presentes param para os cumprimentar enquanto passeiam pelo recinto
onde bebericam as bebidas ofericidas na festa aguardando o início da cerimonia

_________________
Mighty_pato


Pato chega finalmente ao Castelo de Coimbra onde não entrava há já vários meses.
Seguindo as instruções que recebera aproximou-se da local da cerimónia onde já muita gente aguardava pelo seu início.
Saúda os presentes com um ligeiro aceno de cabeça e discretamente vai ocupar o lugar que lhe havia sido destinado.

_________________
Brunobrasil


Bruno Brasil Almeida Muniz recebe uma carta oriunda do Conselho de Coimbra, e, muito feliz aceita o convite para receber tão magnífica honraria, e procede ao Castelo de Coimbra.

Ao entrar no Castelo, cumprimenta a todos os amigos e vizinhos de Coimbra e reconhece a maioria que ombrearam na defesa do Condado, e silenciosamente agradece a Jah que todos estejam bem e com saúde, rogando para que a paz seja eterna no Reino de Portugal.

Procura pelo seu acento e acomoda-se.

_________________
Sarah_linden
Sarah chega à solenidade de braço dado com Vega. Em vez de um belo vestido e ornamentos luxuosos, ostenta a sua farda, a mesma usada durante os tantos meses em que o Exército Allez guardou a fronteira do Condado de Coimbra. Seu olhar é sério e determinado. Não via a solenidade como uma festa, mas sim como a sua última obrigação em nome da do juramento que havia feito há tanto tempo: recuperar Alcobaça dos bandidos que a tomaram, livrar sua terra das iniquidades e proteger as fronteiras condais. Sentia saudade do exército e da vida dura que ele fazia com que levasse. Lançou um olhar para o perfil de seu marido, encantada: ele não estava nem um pouco preocupado por conduzir uma mulher em trajes militares em meio a tantas damas envergando veludo e camurça Piscou o olho para ele e sorriu, divertindo-se com a situação.
_________________
Lobo82


Lobo tinha recebido a carta a convoca-lo para ter a honra de receber uma condecoraçao pelos servidos prestados ao condado de Coimbra e dirigiu-se ao castelo.
Lobo chega com o fardamento de gala da OMDP e encontra no salao varias caras conhecidas.Cumprimenta-os e procura um lugar para se sentar.

_________________
Vega_adc
Depois de tanta agitação estes dias no Solar, era até de saudar um evento diferente, uma comemoração de algo. Acompanhou a sua esposa e foi sorrindo aos presentes, deliciado por saber que Coimbra ainda sabia recordar muitos dos seus heróis líderes de exércitos ou tombados e feridos naquela guerra fratricida que assolara o Reino.

Surpreendido com a presença de alguns estranhos, Vega não deixa de sorrir ao ver o lugar que havia sido destinado aos homenageados. Não sabendo bem que lugar ocuparia, decide sentar-se junto da esposa pois também ele lutara na guerra e fora ferido nos ataques a Alcobaça.

A sua esposa apesar de não se sentir muito confortável neste tipo de eventos, reluzia de contentamento ao relembrar os seus tempos de general e ele recordava também quando a conhecera na guerra e por ela se apaixonara, mudando totalmente a sua vida. A guerra mudara Portugal e também mudara a sua vida: conhecera a sua alma gémea e casara com ela.

_________________
Phoenorix


Phoenorix chega sorridente ao castelo, olhando em volta relembra-se dos acontecimentos do ano passado. Houve muito sofrimento mas felizmente hoje é dia de celebração.

Uma multidão encontravam-se já no interior do castelo, Phoenorix aproveitou para cumprimentar e conversar com conhecidos e amigos enquanto a cerimónia não começava.

_________________
See the RP information <<   1, 2, 3, 4, 5   >   >>
Copyright © JDWorks, Corbeaunoir & Elissa Ka | Update notes | Support us | 2008 - 2020
Special thanks to our amazing translators : Dunpeal (EN, PT), Eriti (IT), Azureus (FI)