Afficher le menu
Information and comments (0)
<<   1, 2, 3, 4, 5   >   >>

Info:
Unfortunately no additional information has been added for this RP.

[RP] Matrimónio de Lockee Torre e Celestis Viana

Evaisto
Está um belo dia na capela de Portugal e os sinos começam a tocar, anunciando o matrimónio prestes a realizar-se.





Neste belo dia uma enorme concentração de convidados e curiosos aguardam no adro da igreja, esperando pela abertura das portas da casa de Jah.

Hoje Lockee Torre e Celestis Viana, após um longo período de noivado, vão unir os seus destinos, entregando-se um ao outro com a bênção divina.

O Evaisto encontra-se na sacristia a ultimar os preparativos finais para a realização da cerimónia. Solicita ao sacristão que abra as portas da Igreja, para que todos possam tomar os seus lugares e serem testemunhas desta união. Com isto o Padre termina calmamente a colocação das vestes litúrgicas.

_________________
anglys.silva
Anglys entra na Igreja vestindo seu uniforme de gala da Ordem Militar dos Dragões de Portuga, e repara que é a primeira a chegar entao aproveita ajoelha-se e reza enquanto aguarda a chegada dos noivos...
_________________
Kalimetro
O Primaz, entra na capela de Portugal e então olha em volta pensando onde iria se sentar para assistir toda a cerimonia.
Palladio
O Cardeal entra na Capela para assistir à cerimónia que se iria realizar.
_________________
Sua Eminência D. Palladio Cardeal de Monforte | Cardeal-Inquisitor | Arcebispo de Évora
McLennon
McLennon chegou na igreja e respeitosamente retirou seu chapéu antes de entrar. Vestia seu uniforme de gala da Ordem Militar dos Dragões de Portugal, pois, além de ser seu primo e irmão de Ordem que casaria dali a pouco, o jovem também fora escolhido para fazer parte da guarda de honra.

Quando entrou no recinto, percebeu que poucas pessoas haviam chegado. "Pelo visto estou adiantado", pensou, e aproveitou para ir até o altar ajoelhar-se numa oração a Jah.

- Amém! - Disse quando acabou de rezar. Então levantou-se, limpou os joelhos da calça e se sentou na primeira fileira de bancos, onde provavelmente seus outros familiares também sentariam.
_________________
"É sempre assim o curso dos fatos que movem as rodas do mundo: as mãos pequenas os realizam porque precisam, enquanto os olhos dos grandes estão voltados para outros lugares."
carlos.torre
Dom Carlos Torre entra na Capela de Portugal para o casamento do seu Neto Lockee, traja o Uniforme de grande gala da OMDP, afinal o noivo além de seu neto é um dos Comendadores da Ordem.
Senta-se no espaço reservado para a família Torre e espera pacientemente.
_________________
ines
Inês Paulita entra na igreja e fica deslumbrante com tanta beleza.
Vem para o casamento de seu primo Loccke

Inês Paulita se inclina de frente ao altar e faz o sinal da cruz, voltando a se levantar e ir para o lugar que esta reservado para a familia.

Inês Paulita senta-se ao lado de seu bisavô Carlos, sorrindo sussurra a ele.

- Avô a igreja esta linda. e olhando para ele sorri.

Inês Paulita fica em silencio a espera dos restantes familiares e dos noivos.



Inês Paulita tras vestido um belo vestido todo bordado a mão e um joio que pertenceu a sua avó.
[/i][/b]
_________________

uma guerreira...
Lockee
Um belo dia amanhece e o jovem Lockee desperta depois de ter passado uma noite de ansiedade, já não via hora que chegasse esse dia tão esperado por ele e sua amada Celestis.

Levantou-se e logo colocou o traje de gala de Comendador da Ordem Militar dos Dragões de Portugal, tratou de se arrumar rapidamente afinal quem sempre atrasa é a noiva, aproveitando que estava um pouco antecipado ele resolveu escrever um bilhete a sua amada dizendo o quanto a ama, o mesmo foi entregue por seu velho passarinho azul que sempre estava ao seu dispor.

Montado em seu cavalo o rapaz tomou o rumo da Igreja onde ocorreria a cerimônia mais importante de toda a sua vida, amarrou-o em uma árvore e lhe deixou algumas frutas e um pouco de água.

Em passos curtos Lockee foi caminhando até a porta principal da Igreja Aristotélica assustando-se ao adentrar e ver que muitos dos convidados já haviam chegado para presenciar aquele belo dia. Caminhando ao altar, o Torre acenou a todos seus parentes e amigos cumprimentando-os com um largo sorriso no rosto até o momento que chegou ao seu lugar e logo tratou de pedir a benção do pároco Evaisto com o qual trocou algumas palavras de agradecimentos pela disponibilidade de ai estar naquele dia. Virando-se para a porta, ele esperava ansiosamente a entrada da sua celly.
Sir_anton
Anton chegou a igreja para o casamento do irmão mais novo,ao entrar notou que já haviam alguns convidados ali,seguiu discretamente para um dos bancos e se sentou.
_________________
Cellestis_Pallas
Como era de se esperar, a noiva estava ansiosíssima, com os nervos em desespero, as pernas bambas e o coração a saltar!

Citation:
Amiga, vai ver o que meteram ali na árvore!
- gritou Sissi, a amiga de infância que estava tão ansiosa quanto Celly, mas pelo menos, estava um pouco mais calma.

- Pois vê tu! E se for feitiço? E se for algo envenenado? Já sei, façamos como os reis. Elejo-te a provadora real de comidas e então tu comes um pedaço. Se não morrer, eu como!

Sancha riu daquela bobagem, depois, achou absurda. Na pequena casa de um cômodo, mas ostensiva mobília, a voz das duas jovenzinhas ecoava por tudo e, talvez, ecoasse também pela Aldeia Pinhal do Ruivo, no Porto. Por conta de estar muito nervosa, pediu à Sanchinha que lesse a carta. Era tudo um primor e a letra parecia mesmo a do rapaz. Mas Sancha omitiu esse fato, simplesmente, porque queria comer todas as frutas que estavam ali na sacola. E o fez, sob o pretexto de proteger a noiva.

-Passa cá essa carta! - bradou Celestis, já muito zangada com a amiga - ora, mas se é a letra dele então nada de mal tinha em comer! Tu és uma gulosa! Venha cá que vou picar teu cabelo!

Pegou de uma tesoura, apenas porque queria apavorar um pouco a amiga, costumeiramente inocente. Sancha correu para fora da casa, mas Celly a conhecia bem e sabia que logo retornava. Saiu a gritar, ao passo em que se livrava dos farelos que caíram sobre os trajes. Celestis então voltou-se para o espelho e arrematou a arrumação com um colar de camafeu e um par de brincos de pérolas.[/b]
Beatrix_algrave
Beatrix adentrou a capela e notou-a elegantemente ornamentada para a cerimônia que ali se realizaria. Pensou na felicidade dos noivos e em como deveriam estar ansiosos e lembrou-se da cerimônia discreta mas feliz em que uniu-se a Fitz.

Enquanto entrava e observava o local, notou a presença de diversos conhecidos quer da família Torre, quer da família Viana. Era sem dúvida uma ocasião especial.

Já havia enviado o presente para a casa da noiva. Um conjunto de toalhas bordadas para louceiro e um conjunto de toalha de mesa e guardanapos bordados de seu próprio atelier, todos feitos ao estilo madeirense.
_________________
Talitasx
Os sinos tocam e Talita nota que estava atrasada para a cerimonia. Quando chegou a capela estava tudo muito belo. Se benzeu e entrou no local. Ficou sentada nos últimos bancos a espera do inicio da cerimonia.
_________________
Mantie
Mantie chega a igreja para assistir a cerimonia de casamento de sua prima Celis. Sorri pensando que finalmente a prima desencalhara, esse era seu maior medo e graças a Jah ela conseguira encontrar um rapaz serio. Mantie avista sua madrinha e senta-se perto dela. Com um aceno breve ela fica em silencio a espera que a noiva chegue e finalmente comece a cerimonia.
_________________
Berllioz
Baruch Berllioz , entra respeitosamente na Igreja Aristotélica. Era a primeira vez que ele entrava num templo de outra religião. Mas como estava de serviço no dia do casamento, foi convocado para representar a OMDP. Elegante em seu uniforme de gala, fica no aguardo de seu mestre e de orientações de como proceder na cerimônia.

_________________
Lobo82
Lobo chega á igreja,desmonta do cavalo,endireita a capa do seu uniforme de gala da OMDP, entra na igreja.Quase todos os rostos sao familiares excepto alguns junto ao seu ex sogro Carlos ,um deles por acaso é a jovem que ele encontrou em Viseu e tinha reencontrado esta manha no mercado.

- Ora ,ora,que feliz coincidencia.

Senta-se perto deles num dos lugares vagos cumprimenta alguns familiares e conhecidos e comenta com Carlos que a igreja esta muito bonita.
Fica depois a aguardar a chegada da noiva,visto que Lockee ja se encontrava ,altivo e feliz em cima do altar.
_________________
See the RP information <<   1, 2, 3, 4, 5   >   >>
Copyright © JDWorks, Corbeaunoir & Elissa Ka | Update notes | Support us | 2008 - 2020
Special thanks to our amazing translators : Dunpeal (EN, PT), Eriti (IT), Azureus (FI)