Afficher le menu
Information and comments (0)
<<   1, 2   >   >>

Info:
Unfortunately no additional information has been added for this RP.

[RP] Antessala dos Aposentos Reais

Beatrix_algrave


Após adentrar o castelo, aqueles que desejam visitar a rainha precisam primeiro se anunciar aqui. No caso tratam-se de visitas sociais de amigos e parentes. Audiências reais devem ser solicitadas no Gabinete da Secretaria Real.


Lá na antessala dos Aposentos Reais, Beatrix se detinha em dar um sermão homérico aos três guardas pessoais da rainha.

- Que irresponsabilidade! Não importa que era um nobre importante. Todos tem que ser anunciados antes de entrar nos aposentos reais. Isso não serve de desculpa. Vontade de arrancar as três cabeças de vocês fora.


Beatrix estava furiosa e os três ouviam acanhados. Três homens altos, estavam de ombros caídos ao ponto de quase estarem da altura da ruiva que os admoestava. Demétrio nunca tinha visto Beatrix tão zangada e estava com receio de que aquele fosse seu último dia no castelo ou mesmo seu último dia sobre a terra.

Enquanto ela falava, eis que um parente da rainha, passou por ali, driblando a atenção dos três guardas.

- Ei! O que se passam, vão ver o que ele quer. Ao trabalho, antes que esse dia se torne pior.

_________________
Marih


Após conversar um pouco com Komili, Marih se despede e resolve ir a cozinha. A muito que deseja ver de perto o que acontece ali, pois parece ser o ambiente mais animado do castelo.

_________________
Vivian


Ainda era cedo, mas o sol já raiava naquele início de manhã. De dentro do coche, Vivian mantinha parte do cortinado entreaberta e espreitava a todo o momento pela janela para saber aonde se encontrava. Ao seu lado, estava Maria, sua sobrinha e filha de sua irmã Marih, a rainha de Portugal, que estava sob seus cuidados.

- Minha querida, já estamos quase chegando! Venha aqui no colo da tia e olhe: lá está o Castelo! Em poucos minutos poderá rever a sua mãe... - disse enquanto apontava com o dedo indicador, para que a menina pudesse ver a direção.

Já no interior do pátio, a carruagem com o escudo da família Viana parou. Finalmente, haviam chegado. Vivian desceu do veículo cuidadosamente com a ajuda de Venceslau, seu fiel cocheiro, enquanto segurava a barra do vestido. No momento seguinte, deu a mão à sobrinha Maria que, num ímpeto, quase disparou a correr pelos jardins.

- Maria, espere! Deixe-me arrumar este laço de seu cabelo, não quero que apareça desajeitada na frente de sua mãe. Não se esqueça de que agora ela é uma rainha e a senhorita, uma princesinha... Opa, nem pense em correr... - retrucou ainda segurando na mão da infanta.

Ambas aprumadas e ainda de mãos dadas, cruzaram o jardim e chegaram à frente da construção do Paço Real. Ao ver os guardas que estavam ali parados e enfileirados de cada lado da porta, virou-se para um deles e falou:

- Bom dia, senhor! Gostaria de ver Vossa Alteza, a rainha Marih. Anuncie-me, por gentileza: sou a irmã dela, Vivian Lara Viana, e a princesa Maria, minha sobrinha e filha de Vossa Majestade. - disse ao jovem.

Como as irmãs Vivian e Marih eram demasiadamente parecidas e, por ter reconhecido as armas da família da rainha, o guarda ao qual a loira se reportara liberou o acesso à antessala, onde foi-lhe dito que seria recepcionada. E ali permaneceu à espera junto com Maria.

_________________
Maria.viana.sagres


A menina olhava a tudo com bastante atenção e mantinha uma conversa divertida com sua tia. Já estava cansada de tanto estar sentada, até que Vivian a puxou para o colo e apontou-lhe o castelo. Seus olhinhos brilharam ao ver o tamanho e a imponência do local que a aguardava e, em sua cabeça, tudo seria novidade.

- Tia Vivi, que lugar grande! É ali que vou morar mesmo? - disse boquiaberta, sem ainda querer acreditar.

Quando desceu da carruagem, sua reação foi querer correr. Havia visto um jardim e nem havia reparado se era bonito ou feio. Mas foi segurada pela tia, que queria ajeitar-lhe toda. Revirava seus olhos azuis enquanto o laço no cabelo era refeito, mas Maria era vaidosa como a mãe e a tia. Então, também gostava de estar sempre impecável.

- Ai, tia Vivi... Isso de ser princesa vai ser chato se eu não puder correr e brincar. Mas entendo que a senhora queira que eu esteja arrumada e eu também gosto de estar linda... - disse conformando-se e prosseguiu ansiosa - Tenho saudades da minha mamãe...

E caminhou de mão dada à tia, quase que dando pulinhos de alegria. Viu umas pessoas vestidas de modo engraçado, quis rir, mas se conteve quando escutou a tia falar a palavra guarda. Eram tantos e ela nem sabia o porquê de estarem ali.

Passou para a antessala ainda de mão dada com Vivian, olhou o local todo e arregalou os olhos. Nunca havia visto nada igual.

- Tia Vivi, onde está minha mãe, heim? Eu quero vê-la! - percebeu-se do eco que suas palavras causavam e riu.


Vivian


Olhou para Maria e, rindo-se interiormente com a cara que a pequena fazia ao notar o próprio eco, respondeu-lhe:

- Ela já vem, querida! Eu também quero vê-la, mas temos que aguardar. Conte até dez em latim que antes disso ela aparece... - e sorriu à menina.

_________________
Marih


Em fração de segundos Marih entra na antessala e quase não acredita no que vê. Junto da sua irmã Vivian, está sua pequena Maria. Marih se abaixa e abrindo os braços, chama por ela sem saber se sorri ou se chora.. - Ow filha, que saudadeee.. fala a Rainha com a voz embargada.. ao mesmo tempo em que a beija e a abraça.. Só depois de algum tempo que ela olha pra irmã e levantando corre para abraça-la - Manaa, seja bem vinda e obrigada por trazer a Maria..
- Vamos sentar e colocar o papo em dia.. Maria meu anjo, pode ir conhecer as dependências do castelo enquanto converso com sua tia.. Chama o Morphinho e o Mingau que eles estão por ai..

_________________
Beatrix_algrave


Beatrix chega na antessala, e vê que chegaram visitas para a rainha. Antes que ela pudesse conduzir as recém-chegadas eis que a própria rainha chega em pessoa.

Ela faz uma vênia as duas e cumprimenta a rainha novamente com uma reverência.

- Felizmente dessa vez os guardas fizeram um bom trabalho. Espero que tenham sido bem recebidas.

_________________
Maria.viana.sagres


Maria já havia eliminado quatro dedinhos enquanto contava até dez, como sua tia tinha dito, quando uma figura muito familiar apareceu no recinto. Ela nem acreditou no que viu: era sua mãe, Marih. Seu coração disparou e abriu um largo sorriso. De fato, a dica da tia havia funcionado muito bem.

- Ow filha, que saudadeee...

Assim que escutou essas palavras, Vivian havia soltado-lhe a mão que a prendia. Então, a pequena foi de encontro à mãe, depois de muito tempo, com os olhos brilhando de tanta felicidade.

- Mamãezinha, que saudade! Não quero mais ficar longe de ti, por favorzinho! - disse dando-a um abraço demorado e bem apertado.

Ainda encheu-lhe de beijos antes de ver a mãe se levantar e, em seguida, enlaçou seus braços em volta da perna de sua genitora, não querendo soltá-la. Temeu que fosse ficar mais tempo sem vê-la novamente.

- Maria, meu anjo, pode ir conhecer as dependências do castelo enquanto converso com sua tia.. Chama o Morphinho e o Mingau que eles estão por ai..

Imediamente, ao ouvir falar de seus bichinhos de estimação que outrora estava acostumada a passar horas do dia a brincar, Maria soltou a perna de Marih imediatamente.

- O Morphinho também está aqui? E o Mingau? - ficou boquiaberta e começou a bater palmas - Ebaaaaa, vou procurar eles... E depois vou brincar, está bem, mamãe? Ahhh, até mais, tia Vivi! Também senti falta da senhora...

Despediu de sua tia e de sua mãe com uma breve vênia e saiu correndo pelo local em busca dos animais.


Adini


Após a Cerimonia de coroação, Adini chega ao Castelo Real a pedido de sua mãe.
Estava emocionada com todos os acontecimentos e por poder estar perto de sua família. Observa a sua volta toda imensidão daquele lugar, aquilo parece como um sonho do qual logo será acordada.
Por fim, a loira solicita aos servos reais que a encaminhem aos seus aposentos, tinha vontade de arrumar-se um pouco mais para o baile.
Escudeiro.eduardo


-Oi! Oi! Dona Beatrix? Oi, onde posso encontrar a Camareira Real? - o escudeiro de Raphael Viana procurava Beatrix Algrave, pois tinha mensagens para entregar. Ao notar a presença da ruiva, dirigiu-se imediatamente a ela, retirando o chapéu e fazendo uma vênia

-Senhora, bom dia. Venho em nome de Raphael Viana, para entregar estes pergaminhos. - disse o pajem, retirando do justilho dois pergaminhos cuidadosamente enrolados. - Este é para a Senhora, e este é para Vossa Majestade e tia de meu patrão, D. Marih.



Feito isto, pediu licença, recolocou o chapéu e saiu.
Beatrix_algrave


Beatrix recebeu os pergaminhos e ao abrir o lacre do que lhe era endereçado e ver do que se tratava abriu um sorriso de satisfação. Ficou muito feliz em saber que seu amigo, seu antigo colega de trabalho na Heráldica, o sobrinho do prior iria casar-se. Admirou um pouco a arte do convite e viu que a cerimônia aconteceria em Roma. A data era próxima, precisava então, providenciar um vestido condizente com o local e a importância do evento e também pensar no traje para a rainha e nos presentes para os noivos. Apressou-se em levar o pergaminho que se destinava a rainha, para que ela o abrisse e se inteirasse da boa nova.

Após adentrar os aposentos da rainha, dirigiu-se a ela respeitosamente com uma vênia.

- Rainha Marih, esse pergaminho é para vossa majestade. Creio que trata-se do convite de casamento de vosso sobrinho, pois recebi também um pergaminho.

Ela comentou desfazendo a surpresa.

_________________
Sirman


Sirman, cozinheiro chefe real, precisava de fazer uma ementa especial, devido à ausência dele na cozinha real por motivos profissionais, decidiu recompensar a Sua Majestade Real com o prato que lhe mais agrada.

- Ora boa tarde, preciso de falar com a Sua Majestade Real Disse Sirman enquanto enrola o bigode E de preferência ainda hoje Disse Sirman de forma ligeiramente arrogante

_________________
Beatrix_algrave


- Claro, senhor Sirman, avisarei Sua Majestade Real imediatamente. Ela tem algumas reuniões hoje, mas creio que no momento está passeando pelo jardim.

Beatrix diz e convida o senhor Sirman a acompanhã-la até a rainha.

_________________
Sirman


Sirman ao ver a Senhorita Beatrix, muda de imediato a sua postura.

- Agradeço Senhorita Beatrix pela sua disponibilidade. Disse Sirman com um pequeno sorriso

Assim Sirman seguiu a Senhorita Beatrix, enquanto enrola o seu bigode.

_________________
Criada, roleplayed by Beatrix_algrave


A criada conduziu o encapuzado para o interior do castelo, passando sem problema pelos guardas, até chegar aos aposentos da rainha.

Na antessala já se divisava a riqueza e elegância da decoração. A preferência da rainha era sobre tons claros, por isso havia cortinas de renda e tecido brocado em variações de dourado e tons de vermelho a rosa. O forro de alguns móveis como cadeiras e poltronas acompanhavam esse mesmo estilo.

Já na antessala, a criada dirigiu-se a uma mesa de mármore que trazia um lindo vaso de alabastro, de onde pendiam rosas murchas, esvaindo seu tom vermelho arroxeado. Então, ela sorriu e dirigiu-se ao homem.

- Eu vou trocar a água e jogar essas rosas murchas fora. Prometo não demorar. Aliás, qual é mesmo seu nome?

Ela perguntou antes de sair, recordando-se que não sabia o nome do estranho.
See the RP information <<   1, 2   >   >>
Copyright © JDWorks, Corbeaunoir & Elissa Ka | Update notes | Support us | 2008 - 2020
Special thanks to our amazing translators : Dunpeal (EN, PT), Eriti (IT), Azureus (FI)